Produção Científica



Trabalho de Graduação
09/10/2010

Reconstruc√£o de Sinais com Informac√£o Incompleta.
Ivan Nascimento. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Matemática Aplicada e Computacional) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lucio Tunes dos Santos.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Desenvolvimento de um sistema para modelagem e integração do conhecimento especialista (MAICE).
Ivo Casais de Carvalho. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência da Computação) - Faculdade Ruy Barbosa, Fundação de Apoio a Pesquisa e a Extensão. Orientador: Leizer Schnitman.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

A meia derivada e sua aplica√ß√Ķes em s√≠smica.
Jorge Souza Simão. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Matemática Aplicada) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Joerg Dietrich Wilhelm Schleicher.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Desenvolvimento de um sistema para modelagem e integração do conhecimento especialista (MAICE).
Maianne da Silva Ribeiro. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência da Computação) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Apoio á Pesquisa e á Extensão. Orientador: Leizer Schnitman.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Desenvolvimento de um sistema para modelagem e integração do conhecimento especialista (MAICE).
Manuele dos Reis Ferreira. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência da Computação) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Apoio á Pesquisa e á Extensão. Orientador: Leizer Schnitman.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Introduc√£o a An√°lise de AVO.
Marcelo Carielo. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Matemática Aplicada e Computacional) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lucio Tunes dos Santos.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Modelagem de Dados mMT 1-D com Anisotropia.
Marina Fagundes Pantoja. 2009. Iniciação Cientifica (Graduando em Geofísica ) - Universidade Federal do Para, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Marcos Welby.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Atenua√ß√£o de reflex√Ķes M√ļltplas em Dados S√≠smicos Reais Utilizando a T√©cnica de Atenua√ß√£o de Superf√≠cie Livre - SRME.
Rodrigo Nazareno Andrade Mendoca. 2009. Iniciação Científica (Graduando em Geofísica) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientadora: Ellen Gomes.
Trabalho de Graduação
09/10/2010

Equa√ß√£o da onda ac√ļstica 3D: uma implementa√ß√£o por diferen√ßas finitas.
Thiago Tamotsu Kajiyama. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Matemática Aplicada) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Maria Amélia Novais Schleicher.
Artigo em Revista
09/10/2010

Fundamentals of coaxial and coplanar coil arrays in induction tools.
Por meio s√©culo, dede sua cria√ß√£o, todas as sondas comerciais por indu√ß√£o eletromagn√©tica (EM) utilizavam o tradicional arranjo coaxial de bobinas. Somente a partir da virada do s√©culo XX que estas sondas passaram a incorporar o arranjo coplanar, devido a necessidade de investigar reservat√≥rios finamente laminados ou anomalias sem simetrias de rota√ß√£o (fraturas ou cavidades). Com o objetivo de melhor compreender a aplica√ß√£o do arranjo coplanar nas sondas de indu√ß√£o, elaboramos um estudo comparativo de suas respostas com as do tradicional arranjo coaxial, atrav√©s de modelagem unidimensional, em alguns ambientes comuns √† geof√≠sica de po√ßo: 1) meios homog√™neos, isotr√≥picos e ilimitados; 2) camadas espessas com invas√£o de filtrado de lama e forma√ß√£o de annulus, 3) sequ√™ncias de multicamadas horizontais e inclinadas; 4) transi√ß√£o gradacional entre duas camadas espessas; e 5) forma√ß√Ķes finamente laminadas. Este estudo comparativo entre os arranjos coaxial e coplanar permite concluir que: 1) o efeito pelicular √© mais acentuado nas respostas do arranjo coplanar; 2) as respostas do arranjo coplanar s√£o mais sens√≠veis a movimenta√ß√£o de fluidos na forma√ß√£o, principalmente nas zonas de annulus, 3) os perfis do arranjo coplanar apresentam picos devidos √† polariza√ß√£o nas interfaces, que podem ser bons indicadores das fronteiras entre camadas; 4) o arranjo coplanar √© mais sens√≠vel para detectar e delinear reservat√≥rios finamente laminados.
<<  <   1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34   >  >>